Os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não terão reajustes em 2021. Em sessão administrativa realizada nesta quarta-feira (12), o STF decidiu... STF decide congelar salários dos ministros e evitar efeito cascata no funcionalismo público

Os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não terão reajustes em 2021.

Em sessão administrativa realizada nesta quarta-feira (12), o STF decidiu manter o salário em R$ 39,2 mil, teto do serviço público e referência para as demais categorias do funcionalismo.

O orçamento aprovado na sessão prevê R$ 712,46 milhões nos gastos do ano que vem.

Segundo o presidente do Tribunal, ministro Dias Toffoli, o orçamento foi corrigido conforme a inflação. No ano passado, a verba foi de R$ 686,7 milhões.

Ele disse também que houve um corte de cerca de R$ 76,1 milhões. A TV Justiça foi o setor mais afetado.

O STF aprovou uma nova regra na distribuição de processos. O ministro que estiver a dois meses da aposentadoria ou se aposentar antecipadamente, ficará fora do sorteio.

Neste período, ele só vai receber os processos relacionados a um tema anterior que já estava com o ministro.

Pela nova regra, em setembro, o decano do STF, ministro Celso de Mello, que se aposentará no dia 1º de novembro, não vai mais participar do sorteio de distribuição dos casos.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.