Dados pessoais de Bolsonaro e mais de 16 milhões de pessoas ficaram expostos na internet por quase 1 mês
Dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro, de pelo menos sete ministros, incluindo o da Saúde, general Eduardo Pazuello, de 17 governadores e dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) vazaram na internet por quase um mês. Além deles, pacientes com Covid-19 das redes... Leia mais