O presidente Jair Bolsonaro e o influenciador digital Felipe Neto estão na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2020. A relação... Time coloca Bolsonaro e Felipe Neto entre as 100 pessoas mais influentes do mundo em 2020


O presidente Jair Bolsonaro e o influenciador digital Felipe Neto estão na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2020.

A relação foi feita pela revista americana Time desde 2004.

Bolsonaro entrou na categoria “Líderes” ao lado dos presidentes Donald Trump (EUA), Xi Ji Ping (China), a líder alemã Angela Merkel, o primeiro-ministro da Índia, Narenda Modi, o candidato democrata à Presidência dos EUA, Joe Biden, e a companheira de chapa, Kamala Harris.

O presidente brasileiro já havia sido incluído na lista de 2019. Antes dele, outros dois presidentes, Lula (2004 e 2010) e Dilma Rousseff (2011 e 2012), também foram citados pela Time.

Mas, a apresentação de Bolsonaro feita pelo editor internacional da revista, Dan Stewart, não é nada elogiosa.

Se por um lado, ele atribuí o aumento da popularidade do presidente ao Auxílio Emergencial durante a pandemia e aos fiéis apoiadores, um percentual de 37% da população.

Por outro lado, Stewart menciona os números negativos do governo, como os 137 mil mortos pela Covid-19, a “pior recessão em 40 anos e os mais de 29 mil incêndios na floresta amazônica apenas em agosto”.

Felipe Neto, de 32 anos, entrou na categoria “Ícones” ao lado das líderes do movimento Black Lives Matter, Alicia Garza, Patrisse Cullors e Opal Tometi; da professora e ativista negra Angela Davis, e da campeã mundial de futebol, a capitã da seleção americana, Megan Rapinoe.

A Time destacou os 51 milhões de seguidores do brasileiro nas redes sociais.

O texto de apresentação de Felipe Neto é do deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), companheiro do jornalista Glenn Greenwald.

Ele conta que o maior influenciador digital do Brasil, de origem humilde, começou há uma década criando conteúdo para YouTube e “rapidamente encontrou fama, um público jovem enorme e leal e patrocínios lucrativos”.

A partir de 2018, Felipe Neto mudou de postura e “redirecionou sua popularidade” para se tornar um dos “oponentes mais eficazes de Jair Bolsonaro”.

No Twitter, ele comemorou a inclusão: “Apenas 10 brasileiros entraram pra lista até hoje.Torno-me o 11º, junto a Lula, Dilma, Jorge Paulo Lemann, Joaquim Barbosa, Neymar, Medina, Graça Foster e 3 troços”.

Entre as personalidades escolhidas, estão o infectologista americano Anthony Fauci, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, o etíope Thedros Adhanom, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen; a cantora americana Selena Gomez, o violoncelista americano Yo-Yo Ma, o campeão de Fórmula 1, o inglês Lewis Hamilton e o craque de basquete, o grego Giannis Antetokounmpo.

A lista completa pode ser vista no link

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.