O ministro Mauro Campbell, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu nesta terça-feira (13) a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ),... TSE suspende condenação de Crivella: prefeito do Rio mantém candidatura à reeleição

O ministro Mauro Campbell, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu nesta terça-feira (13) a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), que tornava o prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella (Republicanos-RJ) inelegível pelos próximos seis anos.

Campbell aceitou a liminar da defesa alegando que a pena de inelegibilidade é “personalíssima” e, por isso, é preciso que haja “provas robustas” de que Crivella efetivamente cometeu irregularidade. Para o ministro, isto não aconteceu.

No mês passado, o prefeito carioca foi condenado pelo TRE-RJ por abuso de poder político, quando usou a máquina política para a campanha do filho, Marcelo Hodge Crivella, então pré-candidato a deputado nas eleições de 2018.

Funcionários da empresa de limpeza urbana (Comlurb), em horário de trabalho, foram levados em carros da administração municipal para um comício na quadra da escola de samba Estácio de Sá.

Na ocasião, Marcelo Crivella lançou a pré-candidatura do filho.

Em nota, o prefeito que tenta a reeleição em novembro, disse que a decisão do TSE “fez justiça”.

“Há dois anos eu fui a uma reunião do meu filho, com 50 pessoas, que já foi investigada pela CPI da Câmara, e fui inocentado, mas tinha me dado uma inelegibilidade. Uma medida pesada, dura, duríssima, só por ir a uma reunião. Meu filho perdeu a eleição. Qual o abuso de poder político se o candidato perdeu? Então não prova, não tem gravidade, não tem escala”, declarou.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.