Frederick Wassef, o advogado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e dono da casa de Atibaia (SP), onde estava escondido o ex-assessor do parlamentar, Fabrício...

Frederick Wassef, o advogado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e dono da casa de Atibaia (SP), onde estava escondido o ex-assessor do parlamentar, Fabrício Queiroz, reapareceu neste sábado.

Em entrevista à Folha de São Paulo, Frederick Wassef se disse vítima de uma “armação” para incriminar o presidente Jair Bolsonaro, pai de Flávio. Ele negou ser o “Anjo”, nome dado à operação deflagrada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, que apura o esquema da “rachadinha”, o desvio de dinheiro público praticado por parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Anjo seria o nome que Wassef recebeu da família Bolsonaro como se ele fosse um “anjo da guarda”, um protetor dela.

Wassef negou que tenha escondido Queiroz, operador financeiro da “rachadinha”, por um ano. Disse que não mantinha contato com o ex-assessor, mas não explicou o motivo dele ter sido encontrado no escritório que mantém em Atibaia, no interior paulista.

O advogado confirmou que Queiroz foi submetido a duas cirurgias na Santa Casa de Bragança Paulista, a 90km de São Paulo.

Enquanto isso, o ex-assessor segue preso numa cela do Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio de Janeiro. A Justiça não aceitou o habeas corpus impetrado pelo advogado de defesa, Paulo Catta Preta, que pedia a transferência de Queiroz para prisão domiciliar alegando motivos de saúde.

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.