O coronavírus foi a causa da morte de 674.038 pessoas e de infecção de outras 17.334.539 em todo o planeta. Os números são do... Zona do euro despenca 12,1% e UE, com 2 trimestres negativos, já está em recessão técnica

O coronavírus foi a causa da morte de 674.038 pessoas e de infecção de outras 17.334.539 em todo o planeta.

Os números são do levantamento da Universidade Johns Hopkins (EUA) divulgado às 15h40 desta sexta-feira (31).

A pandemia segue fazendo estragos na economia mundial. A zona do euro, que reúne 19 países europeus, despencou 12,1% no segundo trimestre de 2020. Na União Europeia (UE), composta por 27 países, o índice negativo foi de 11,9%.

É a maior queda desde o início da série história da pesquisa, em 2015, e coloca a região em recessão técnica (quando há dois trimestres seguidos de retração).

O Produto Interno Bruto (PIB), a soma das riquezas produzidas na zona do euro, do primeiro trimestre caiu 3,6%, e o PIB da UE, 3,2%. Com relação ao mesmo período do ano passado, as quedas foram de 3,1% e 2,5%, respectivamente.

Na comparação com o segundo trimestre de 2019, o PIB da zona do euro registrou queda de 15%, enquanto a retração do PIB da UE foi de 14,4%.

Nem todos os países enviaram os números para a Eurostat, o órgão oficial de estatísticas do bloco. No entanto, já é possível ter uma ideia do forte impacto da pandemia nas economias.

A Espanha, por exemplo, teve a maior queda no segundo trimestre: 18,5%. Portugal vem em seguida, com -14,1%. A França teve redução de 13,8% e a Itália, 12,4%.

Este mês, a UE fechou um acordo histórico para a recuperação econômica. Ele prevê um fundo de 750 trilhões de euros para ajudar os países mais afetados pela pandemia, casos de Espanha, Portugal e Itália.

Equipe TV Democracia

Nenhum comentário ainda. Comente!

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado.